Saudosa Marília. Início do século XX.

alberto-delpino-saudosa-marilia-oleo-sobre-tela-52-x-40-cm-inicio-do-seculo-xx-acervo-do-museu-mineiro-belo-horizonte

Alberto Delpino. Saudosa Marília. Óleo sobre tela. 52 x 40 cm. Início do século XX. Acervo do Museu Mineiro. Belo Horizonte.

Como é possível perceber, a representação de Marília de Dirceu está no primeiro plano da cena, com seu traje preto indicando seu luto e solidão sem um ponto fixo no seu olhar. A posição da mão encostada no rosto, assim como a flor que ela segura, dá à cena uma sensação de estar posando para o pintor.

A personagem está encostada a uma janela, deixando entrever-se a rua que conduz o observador ao atual largo Marília de Dirceu, onde ficava sua casa. Veem-se, ainda, trechos da cidade, além do caminho que conduz ao Pico do Itacolomi, juntamente com as igrejas, impor­tantes ícones da cidade. Para valorizar a personagem em contraposição ao fundo, Alberto Delpino acabou por distorcer o corpo de Marília, o que se verifica pela observação do pescoço, do queixo e parte da face que leva até a orelha. O primeiro e o segundo planos parecem sobre­postos, sendo perceptíveis as separações entre as duas figuras com a diluição da tinta.

Para saber mais: VIVAS,Rodrigo. Por uma História da Arte em Belo Horizonte: Artistas, exposições e salões de arte. Belo Horizonte: C/ Arte, 2012. 248 p.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s