Sem título, 1967.

captura-de-tela-2016-12-12-as-17-27-14

Sem título. Anna Letycia Quadros, 1967. (49,3 x 62,2 cm). Foto: Nelyane Santos, janeiro de 2014.

A gravura apresenta destaque para os altos e baixos relevos e para a aplicação de cor. Na parte superior veem-se três quadrados, os dois das laterais possuindo espirais ao centro e o quadrado do meio possuindo um círculo fechado, circunscrito por uma faixa larga. A parte central possui três quadrados, os dois das laterais tendo cada um quatro espirais e sendo vermelho o quadrado do centro. Na parte inferior da gravura há uma faixa com as extremidades em curva côncava também em vermelho (ANEXO 3.11). O entorno de todas estas formas descritas estão em baixo relevo, e as áreas salientes possuem as colorações em vermelho e em bege.

Na trajetória de Anna Letycia, Luz (1998) destaca a dedicação exaustiva que esta artista prestava aos seus temas e as suas experimentações na gravura em metal, “Anna descola uma figura de seu imaginário e faz dela o tema central de suas gravuras até esgotar a possibilidade de explorá-lo” (LUZ, 1998, p. 37). Envolvida com temáticas ligadas à natureza, passou por uma extensa produção de formigas, pássaros e tatus, nem sempre de figuração direta, mas sempre insinuando o habitat e as formas mais características desses seres.

Para saber mais: SANTOS, Nelyane Goncalves; VIVAS, Rodrigo. A história da arte de Belo Horizonte a partir de obras dos Salões Municipais entre 1964 e 1968. 2014. 165 f. Dissertação (mestrado) – Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Belas Artes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s