Sem título, 1966.

5-wakabayashi

Kazuo Wakabayashi. Sem título. 1966. Massa vínilica, têmpera vinílica, resina natural e polietileno s/tela. 99,5 x 89 cm. Prêmio Cia. Mineira de Cerveja, XXI SMBA/PBH, 1966. Acervo Museu de Arte da Pampulha, Belo Horizonte.

Nesta obra, tão preponderante quanto o vermelho, variante em algumas nuances, é a textura. Há empastes de tinta e um ges­to quase “grosseiro” que “salta” da tela. Na parte superior, as texturas são mais evidentes, mais marcantes. Embora seja abstrata, a obra apresenta um elemento circular centralizado que de algum modo direciona o olhar do observador. Esse elemento é criado numa diferença de textura e de tom em relação ao restante da tela. O “círculo” é de uma textura mais lisa e num vermelho que causa uma delimitação clara entre a forma e a textura rugosa circundante. A matéria é sobressalente, invadindo o olhar com o gesto e com tonalidades de vermelho que tornam a obra pulsante.

Para saber mais: VIVAS, Rodrigo. Abstrações em movimento: Concretismo, Neoconcretismo e Tachismo. Porto Alegre: Zouk, 2016. 140 p.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s