Biografia

Maria do Carmo Fortes Secco (Ribeirão Preto SP 1933). Pintora, desenhista, professora. Muda-se para o Rio de Janeiro em 1954, e estuda pintura na Escola Nacional de Belas Artes – Enba. Em 1963, freqüenta os cursos de técnica de pintura e crítica de arte no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro – MAM/RJ, onde é orientada por Ivan Serpa (1923 – 1973). Um ano depois, realiza sua primeira exposição individual na Galeria Vila Rica, no Rio de Janeiro.

Na década de 1960, dedica-se ao ensino de arte para crianças na Escolinha de Arte do Brasil e em colégios particulares e funda o Curso de Arte Amarelinha. Participa das Bienais Internacionais de São Paulo em 1965 e 1967, e conquista, nesta última, o prêmio aquisição do Itamaraty. Na década de 1970, passa a trabalhar com super-8, por influência de seu marido, Dileny Campos (1942). Nos anos 1980, após um período sem pintar, retoma as atividades, e seus trabalhos passam a explorar a relação entre desenho e pintura. Em 1982 muda-se para Belo Horizonte, onde leciona desenho e pintura na Escola Guignard. Faz a curadoria das exposições itinerantes Brasil Pinturas, em 1983, e Brasil Desenhos, em 1984, promovidas pela Fundação Nacional de Arte – Funarte. Em 1993, de volta ao Rio de Janeiro, passa a lecionar desenho na Escola de Artes Visuais do Parque Lage – EAV/Parque Lage.

linha-divisoria

Disponível em: Enciclopédia Itaú Cultural

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s