Max Bill. Anel sem fim, I, 1947-49.

66-511_1270x630

Figura 54. Max Bill (1908 -): Anel sem fim, I, 1947-49 (executado em 1960). Cobre dourado sobre base cristalina, 36,1 cm x 68,5 cm x 19 cm. Hirshhorn Museum and Sculpture Garden, Smithsonian Institution, Washington D. C. (Foto).

linha-divisoria

Fonte: KRAUSS, Rosalind. “Espaço analítico: futurismo e construtivismo”, in: Os caminhos da escultura moderna. São Paulo: Martins Fontes, 2001, p: 49-84.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s